Sobre Rosas e Borboletas
 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
 
LINKS
 
 
Poesia de Guardanapo
escrever.jpg
  escrever.jpg
  Duas vozes
À desatino
Alinhadas à tino
Levando a noite

Ou deixando a noite leva-los?

Em um contentamento
Descontente
Assim como Camões
Escrita com mão

Olhares, bocas e conversas
Assunto de bar
Ou similares
Planos? Não, hoje não.

Hoje quero a embriaguez
Deitar contigo
E ser seu freguês
Ser seu amante, teu Homem

Deixar essa noite ser eterna

Esquecer por um dia
Que amanhã é dia
Lembrar que essa noite
Não é apenas mais uma noite

A bebedeira vem...
Redondamente gelada
Assim diz o Rótulo
É verdade também, leio bula.




Deixe as vozes leva-la
Feche os olhos
E escute a música
Pois essa noite, será um anjo

Na minha pretensão
Te digo
Te levarei ao paraíso
E lá tu será meu anjo



Vai, relaxa, feche os olhos
E adormeça, deite, deixe...
A noite, te levar
Pois ela é eterna.